Archive for julho, 2012

Começa hoje! Brazil Promotion

E vai até 2 de agosto, quinta-feira. Será no Transamérica Expo Center, das 14h às 21h.

Leia mais:

julho 31, 2012 at 9:47 am Deixe um comentário

Blitz da Nivea na estação Jabaquara

Sábado, dia 28 de julho, uma das colaboradoras do Freebietising registrou uma blitz da Nivea na estação de metrô Jabaquara, em São Paulo.

A sacolinha estava bem recheada, com uma miniatura do desodorante NIVEA Aerosol Dry Comfort (que “agora garante 48 horas de proteção antitranspirante e sensação de pele seca e suave”) na versão masculina, um outro na versão feminina e ainda um sachê de loção hidratante NIVEA Lotion Express (“que proporciona 24 horas de hidratação, além de ser absorvido imediatamente”).

julho 30, 2012 at 9:04 am Deixe um comentário

Construtoras oferecem brindes para manter vendas de imóveis aquecidas (Jornal da Globo)

Quem assistiu o Jornal da Globo ontem, dia 27 de julho, viu a reportagem que falava dos brindes fantásticos que as construtoras estão oferecendo para quem compra um apartamento “zero quilômetro”. Móveis planejados, aspirador embutido na parede, viagens ao exterior, piscinas, churrasqueiras e pagamento do registro de imóvel estão entre os brindes. Eu já vi até a oferta de carro novo na compra de um apartamento de 4 dormitórios.

O melhor da reportagem foi a afirmação do presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Rio, José Conde Caldas. Ele não teve papas na língua de contar que tudo está incluído no preço! O Freebietising gostou de você, José Caldas.

Segue abaixo na íntegra o texto publicado sobre a reportagem, que pode ser acessado aqui. O vídeo você também pode ver na página do link.

Construtoras oferecem brindes para manter vendas de imóveis aquecidas
Consumidor não pode esquecer que nessas ofertas tudo que é oferecido como brinde está incluído no preço.
Flávio Fachel
Rio de Janeiro – RJ

As construtoras apostam numa velha tática para manter as vendas de imóveis aquecidas: brindes para quem compra um apartamento.
A psicóloga Sara Proença recebeu o apartamento novinho, comprado na planta, e foi logo dar uma olhada nos armários. Prometidos e entregues pela construtora como “brinde” para todos que compram imóveis num prédio, no Rio de Janeiro.
Tem armário na cozinha, nos banheiros, nos quartos e ela nem se importa que os móveis que ela está “ganhando” são iguais aos dos vizinhos. “É a sensação de você estar tendo uma vantagem em alguma coisa, acho que todo mundo gosta disso, né?”.
A diretora da construtora, Joana Alvim, diz que oferece esses “agrados” para facilitar a venda dos apartamentos, nesses tempos de pós-euforia no mercado imobiliário. “Abrir a porta já ver o armário na cozinha, o armário na sala, armário no quarto é um diferencial, um conforto e atrai”.
O presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Rio, José Conde Caldas, mostra outra novidade: um eletrodoméstico popular, que vem embutido no apartamento. “Vai ter um grande aspirador de pó conectado a toda casa”.
Com essas promoções, pode até parecer que se está levando alguma vantagem. Mas o consumidor não pode esquecer de uma velha lei de mercado do comércio: nessas ofertas, como a dos armários embutidos e do aspirador de pó central, tudo está incluído no preço.
As ofertas podem ir de piscinas, churrasqueiras, viagens ao exterior ao pagamento do registro de imóvel e que o cliente não se engane, porque nesses casos, sempre haverá espaço para pedir o apartamento com desconto, sem os tais “atrativos”.
“Armários estão incluídos no preço, mas é uma vantagem para pessoa já receber o apartamento pronto. Está tudo incluído no preço”, avisa Caldas.

julho 28, 2012 at 7:53 pm Deixe um comentário

62 dias para um brinde

Muitos profissionais da área deixam para pensar nos brindes em cima da hora. Mas Henry Salomon, autor de A Terceira Mídia, parou para fazer as contas. São necessários ao menos 62 dias para se ter um brinde decente em mãos.

É preciso escolher o item, aprovar a aplicação do logotipo, se for o caso, encontrar fornecedores, habilitá-los caso não sejam cadastrados, orçar ou licitar, fechar a compra, receber, contar, fazer o controle de qualidade, retornar materiais inadequados, acondicionar adequadamente, pagar o fornecedor, administrar o estoque, contabilizar, distribuir e tentar medir o resultado. (p. 46, 2008)

Veja só de onde vem esses 2 meses de muito trabalho para alegrar a galera com os freebies:

  • Avaliação das possibilidades de brindes a serem utilizados: 1 dia
  • Encaminhamento para a área de compras: 3 dias
  • Contato com fornecedores: 5 dias
  • Chegada das amostras: 5 dias
  • Avaliação das amostras: 7 dias
  • Envio da amostra escolhida com o logo aplicado: 4 dias
  • Correções necessárias: 2,5 dias
  • Aprovação final: 2 dias
  • Concorrência com fornecedores: 9 dias
  • Envio do pedido ao fornecedor escolhido: 2 dias
  • Prazo médio de entrega: 13 dias
  • Recebimento e controle de qualidade: 1,5 dias
  • Distribuição: 7 dias

Referência bibliográfica: SALOMON, Henry J. A terceira mídia: como os brindes potencializam as marcas, melhoram os relacionamentos e aumentam as vendas. pg 46-47. São paulo: Futura, 2008.

julho 24, 2012 at 6:45 pm Deixe um comentário

Brindes do bem e verdadeiramente ecológicos

O Freebietising conheceu o Instituto Reciclar na Promo Bríndice. Ficamos encantados: ao contrário das sacolas ecológicas e outras propostas carregando o termo, os brindes do Instituto Reciclar tem um vínculo muito mais profundo com a sustentabilidade e com a preocupação social.

O Instituto Reciclar foi um dos pioneiros na produção de papel reciclado e produz brindes com o material. É uma organização sem fins lucrativos com a missão de proporcionar a jovens em situação de vulnerabilidade e risco social oportunidades de educação e aprendizado profissional para promoção de sua autoestima, inclusão social e exercício pleno da cidadania.

Localizado na zona oeste da cidade de São Paulo, na comunidade do Jaguaré, o Instituto oferece aos jovens da região a oportunidade de se assumirem como protagonistas de suas histórias e de ocuparem seu espaço na sociedade. Não se trata, portanto, de mais um projeto assistencialista. Segundo palavras de seu fundador, Cassio Casseb, o Reciclar se propõe a “ensinar a pescar e não a simplesmente a dar o peixe”.

Utilizando papéis doados por empresas, na Oficina de Reciclagem os jovens produzem novos papéis com múltiplas técnicas e acabamentos e os utilizam na manufatura de um grande portfólio de produtos como blocos, pastas, crachás, cadernos, entre outros, cuja receita é integralmente revertida para a manutenção e desenvolvimento das atividades do Instituto.

E não pense que são simples produtos com aquela cara de papel machê de receita aprendida na escola. São produtos de alta qualidade e beleza. Instituto Reciclar lança anualmente novas texturas e cores de papéis, inspirados nas últimas tendências nos mercados de moda, design e arquitetura. Para este ano, são as três linhas de destaque, que trazem diversas interferências nas texturas dos papéis reciclados e no design dos produtos: Tramas da Natureza, Arte e Design e Tecno.

Linha Tramas da Natureza: a inspiração da natureza aparece em incríveis papéis com textura de pele de crocodilo, tartaruga e lesar, bambu e madeira, que são aplicados em produtos com formas orgânicas e cantos arredondados.

Linha Arte e design: a linha artística brinca com novas formas de introduzir os corantes no papel, aplicando-os diretamente na folha ainda molhada. O efeito é de uma explosão aquarelada de cores, que muda a cada folha produzida, fazendo de cada brinde uma verdadeira obra de arte, uma peça única. A linha geométrica traz papéis que inspiram sofisticação, reforçada pelo uso de elementos vazados e recortes nas capas dos produtos, que revelam surpreendentes segundas capas.

Linha Tecno: as cores, ícones e formas tecnológicas dos gadgets de última geração, como IPADs e IPODs, inspiram produtos descolados e divertidos que se alinham ao perfil do mercado corporativo, sempre em busca de novos conceitos e inovações.

Todos os novos produtos podem ser customizados, permitindo que o cliente complete a criação com sua identidade, seus produtos ou com os valores que deseja agregar à sua marca. E tudo isso, garante o Gerente de Produção e Vendas do Reciclar, João Cruz, a custos e prazos de entrega competitivos.

Para agregar mais valor aos produtos e valorizar o investimento das empresas que compram seus produtos, cada peça produzida pelos jovens do Instituto vem acompanhada de uma tag que informa que, ao adquiri-lo, o cliente investiu em aulas, profissionalização de jovens e redução do impacto ambiental. Ou seja, “mais do que um produto, o cliente comprou uma causa.”

Um pouco mais sobre o Instituto Reciclar

O Programa

O Programa desenvolvido pelo Instituto é fundamentado no conceito de Educação pelo trabalho e é dirigido a jovens de 14 a 19 anos. A formação dos jovens dura cinco anos e está fundamentada em três pilares:

  • Complementação Cultural-Educacional: os jovens participam diariamente de aulas de português, matemática, conhecimentos gerais, xadrez e informática, que ajudam em sua formação para a vida;
  • Educação para o Trabalho e Cidadania:a partir dos 16 anos de idade, os jovens continuam participando das aulas e são contratados para atuar na Oficina de Reciclagem do Instituto, com carteira assinada, aprendendo todo o processo de produção e conceitos-chave como trabalho em equipe, responsabilidade, pontualidade, gestão do tempo etc;
  • Inserção no Mercado de Trabalho: o Reciclar promove palestras e encontros com profissionais de diversas áreas para ajudar os jovens a escolher uma profissão e desenhar sua carreira. Também encaminha os currículos dos jovens para as empresas parceiras.

Números

Anualmente, o Instituto recicla em torno de 14 toneladas de folhas sulfite descartadas por seus parceiros. Elas são transformadas em mais de 100 mil folhas de papel reciclado, utilizadas na fabricação de produtos e brindes corporativos, que respondem por 40% da receita anual do Instituto. Já que cada tonelada de papel reciclado equivale a aproximadamente 15 árvores adultas, em 16 anos de atividades o Reciclar poupou cerca de quatro mil árvores, uma pequena floresta.

Dos mais de 500 jovens já beneficiados pelo Instituto Reciclar, cerca de 80% estão ativos no mercado de trabalho, em diversas profissões, inclusive ocupando posições de destaque em grandes empresas. Neste ano, são 140 jovens beneficiados.

Empresas parceiras de peso

Empresas como KPMG, Banco Fibra, HSBC, Instituto Carrefour, Banco Barclays, BrasilPrev, Banco Fator, Deustche Bank e Suzano são parceiras do Reciclar.

Prêmio

Em 2004, o Instituto Reciclar recebeu o Prêmio Bem Eficiente, concedido pela Kanitz& Associados, pela atuação de destaque entre as ONGs brasileiras. Em 2007, foi indicado pelo Pacto Global das Nações Unidas como uma das instituições de mais credibilidade e profissionalismo no mundo. Desde 2000, o Instituto é auditado pela KPMG, conferindo transparência às suas práticas de governança.

 

julho 20, 2012 at 9:14 am Deixe um comentário

Está chegando a hora de ganhar brindes dos políticos! Ou não…

Este ano teremos eleições para prefeito e vereador. Logo pensamos naquele batom vermelho que escorre todo, lixas de unha, canetas, chaveiros, boné e tudo mais que o povo gosta. Mas este ano não devemos contar com aquela camiseta que será usada para pano de chão ou para dar uma reformada no apartamento. Ao menos não deveríamos.

Imagem: ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL, retirado de Exame.com

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ditou as regras: estão proibidos qualquer tipo de distribuição de brindes, tais como camisetas, bonés, canetas, cestas básicas ou outros produtos que favoreçam ao candidato. Quem descumprir será notificado e terá 48 horas para remover a propaganda sob pena de multa que varia de R$ 2 mil a R$ 8 mil.

Referência: Agência Brasil. Candidatos podem fazer propaganda eleitoral a partir de hoje. Exame, Eleições, 06/07/2012 . Link.

julho 19, 2012 at 10:12 am Deixe um comentário

É marketing promocional, mas sem brinde

Caros profissionais da área: é claro que a promoção do Sonda gera apelo, a criançada fica louca pedindo para os pais ou aquela avó legal pensa no netinho e se prontifica a gastar um pouquinho a mais para levar um presentinho. Uma ação dessas aumenta o tíquete médio e deixa a diretoria muito feliz.

Mas que fique claro, não existe brinde na promoção. E não há nenhuma irregularidade da parte do anunciante, em nenhum momento é dito que se trata de brinde ou a expressão “compre e ganhe” por apenas mais R$ 3,99, o que seria equivocado, já que ninguém paga para ganhar.

Mas fica aqui uma crítica. Os consumidores muitas vezes sentem-se lesados com promoções desse tipo. Além de ter que desembolsar R$ 3,99 por uma bonequinha que não deve ter custado R$ 0,99 e mais uma revistinha que pode ter sido cortesia da gráfica do tabloide, o cliente deve comprar o mínimo de R$ 70,00 em mercadorias.

E se fosse brinde mesmo, qual seria o resultado financeiro e de fidelização para o Sonda?

julho 17, 2012 at 11:05 am Deixe um comentário

Posts mais antigos


Somos TOP BLOG 100 classificados para o 2º turno!

Twitter


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.